Sobrevivente à tentativa de aborto diz que “Deus salvou sua vida no ventre da mãe”

  • 25/01/2023
Sobrevivente à tentativa de aborto diz que “Deus salvou sua vida no ventre da mãe”
Sobrevivente à tentativa de aborto diz que “Deus salvou sua vida no ventre da mãe” (Foto: Reprodução)

Foi na cidade rural em Illinois, nos EUA, que Jennifer Milbourn quase perdeu a vida. No final de 1970, sua mãe biológica procurou um aborteiro para eliminar a bebê de 4 meses que estava em seu ventre.

Nessa fase da gestação, porém, o nascituro estava grande demais para o tipo de procedimento feito à vácuo: “O tubo do vácuo suga o bebê, mas parece que minha cabeça estava maior do que o aborteiro esperava”, explicou a jovem.

Jennifer explica que, possivelmente, a mãe mentiu sobre o tempo de gravidez. “O procedimento foi interrompido e eles disseram à minha mãe que ela sofreria o aborto de qualquer forma, já que o houve um rompimento na bolsa embrionária”, continuou.

‘Havia um segredo’

Parecia tudo bem para a mãe biológica de Jennifer, mas a gravidez avançou como um verdadeiro milagre. Sem opção, ela teve a filha e a deu para a irmã criar. 

Jennifer sabia que era adotada, mas não conhecia toda a história. Ela conta que cresceu sentindo que havia algo de errado, como se houvesse um segredo e uma verdade que era escondida dela. 

Foi só aos 19 anos que ela soube do passado pela sua mãe biológica, que ela chamava de tia. As duas estavam no carro, a caminho das compras, quando a conversa surgiu num tom de brincadeira.

“Eu a desafiei a me contar algo que eu não sabia sobre mim mesma e foi quando ela disse que eu havia sobrevivido à uma tentativa de aborto”, lembrou.

‘Enxuguei minhas lágrimas e construí um muro’

Jennifer relata que olhou pela janela da caminhonete e começou a chorar: “Eu tinha 19 anos e, naquele momento da minha vida, morando sozinha e tentando me descobrir como adulta, não estava pronta para entender como sobrevivi a um aborto”.

Sua mãe adotiva (e tia) que a viu chorando, mais tarde, também não estava preparada para lidar com aquele trauma. “Ela apenas me disse: ‘Agradeça por estar viva, está tudo bem. Pare de chorar.' Eu percebi que ela não sabia como reagir à minha reação”. 

“Então, enxuguei minhas lágrimas, construí um muro e escondi isso por muito tempo”, continuou.

Um pouco mais sobre a história de Jennifer

Durante a gravidez, a mãe biológica de Jennifer apareceu na casa de sua irmã mais nova pedindo para ser levada a uma clínica de aborto. A irmã tentou persuadi-la a não abortar, oferecendo-se para adotar o bebê.

Mas, ela disse que isso a deixaria muito desconfortável e decidiu pelo aborto. E foi só quando o procedimento deu errado que ela teve que assumir a gravidez. 

Ao tomar conhecimento desse episódio, Jennifer se fechou durante 6 anos. Foi só aos 25 anos de idade que ela conseguiu se abrir com alguém. Ela e o marido haviam se casado recentemente quando a verdade veio à tona.

Foi em 2014, num grupo de oração, quando Jennifer ouviu seu pastor dizer que havia sido adotado, que ela se sentiu confortável o suficiente para compartilhar que também foi adotada e que sobreviveu a um aborto.

“Eu chorei muito, mas meu pastor veio e me abraçou e aquele grupo de mulheres naquela sala me apoiou e me amou”, disse.

‘Não posso mais dizer que estou sozinha nisso’

Depois de tudo, naquele mesmo ano, Jennifer ainda se propôs a dar seu testemunho num evento para gestantes, onde compartilhou sua história publicamente pela primeira vez.

Então, em 2019, uma amiga apareceu no trabalho de Jennifer, animada para contar a ela que havia encontrado outra sobrevivente de aborto Melissa Ohden, fundadora da Abortion Survivors Network (ASN).

“Ela sabia o que eu sentia. Eu nunca tive ninguém que tivesse experimentado as mesmas emoções que eu ao descobrir sobre sua sobrevivência”, observou. 

Jennifer passou a fazer parte da ASN que já conta com 550 membros. Em 2021, ela foi promovida à equipe de liderança, atuando como coordenadora de engajamento da comunidade: “Fiquei muito grata porque agora não posso mais dizer que estou sozinha nisso”.

‘Felizmente, Deus salvou minha vida’

Conforme os relatórios da ASN, Em Minnesota, pelo menos 5 crianças foram apontadas como sobreviventes de abortos realizados em 2021. Na Flórida, 8 crianças também sobreviveram, em 2022, mesmo depois de terem passado pelo procedimento.

No geral, nos EUA, para cada 1.000 abortos, cerca de 2 bebês sobrevivem. “O destino desses sobreviventes de aborto é desconhecido, mas estima-se que o número de sobreviventes pode aumentar com a expansão do uso da pílula abortiva devido à sua maior taxa de aborto incompleto”, disse a organização. Desde 1973, 17.855 bebês sobreviveram a um aborto.

Hoje, Jennifer é esposa, mãe de três filhos e estudante de psicologia. Ela está aprendendo sobre a memória do corpo e percebendo que seus comportamentos quando criança eram indicativos do trauma que sofreu no útero. 

“Eu não tive culpa, pois eu não fiz nada para justificar o fim da minha vida. Sendo tão pequena, não poderia fazer nada de errado. Isso é o que eu tive mais dificuldade em entender”, disse sobre o trauma resolvido.

“Felizmente, Deus salvou minha vida”, ela comemorou. Suas “duas mães” — biológica e adotiva — já morreram. Embora ela nunca tenha realmente falado com sua mãe biológica sobre a tentativa de aborto, ela garante que a perdoou, levando em conta que era uma alcoólatra e que havia rumores de abortos anteriores. 

Além disso, a mulher foi manipulada a acreditar que “aborto é um serviço de saúde” e que certamente ela não se deu conta de que havia uma vida dentro dela. 

Atualmente, Jennifer trabalha para que outros sobreviventes compreendam que a solidão que sentem tem solução. A organização está engajada em promover cura a todos os sobreviventes que se apresentarem. “Não vamos parar de avançar. Não vamos parar de compartilhar nossas histórias”, conclui Jennifer.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/sobrevivente-tentativa-de-aborto-diz-que-deus-salvou-sua-vida-no-ventre-da-mae.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Fale diretamente conosco clicando no icone do whatsapp logo abaixo no site

Top 10

top1
1. Deus Proverá

Gabriela Gomes

top2
2. Algo Novo

Kemuel, Lukas Agustinho

top3
3. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top4
4. A Casa É Sua

Casa Worship

top5
5. Ninguém explica Deus

Preto No Branco

top6
6. Deus de Promessas

Davi Sacer

top7
7. Caminho no Deserto

Soraya Moraes

top8
8.

Midian Lima

top9
9. Lugar Secreto

Gabriela Rocha

top10
10. A Vitória Chegou

Aurelina Dourado


Anunciantes